Quatro anos

Há quatro anos o nosso pedaço de mundo estava coberto de neve. Hoje faz sol e a primavera bate a nossa porta. Se ficarmos em silêncio conseguimos ouvir os seus passos.
Gabriel, que há quatro anos chorou o seu primeiro inverno, hoje sorri a sua quarta primavera. É legal ter alguém para chamar de filho… Gosto de dar-lhe banho, contar histórias, brincar de carrinho e casinha, jogar bola, dormir agarrado. Gosto de levá-lo para o jardim de infância e responder as mil perguntas que brotam em um simples percurso. Eu gosto quando ele me tira para dançar, quando fazemos bagunça pela casa inteira e quando cantamos desafinados.
São quatro anos de parceria e aventuras mil… Passeamos pelos Alpes, curtimos juntos a costa da Croácia, sofremos com a neve em Santa Catarina, enfrentamos os ventos gelados do mar Báltico, conquistamos a Itália, a Dinamarca e a Áustria.
Juntos somos engenheiros, carpinteiros, pintores, agricultores, jardineiros… tudo isso em nosso minúsculo pedaço de mundo chamado Richthof.
Eu sou grato por vê-lo crescer e participar de tudo isso. Se as coisas são mesmo como os antroposóficos acreditam, muito obrigado por ter me escolhido como pai.
Sei que esse tipo de texto virou clichê, mas existem coisas que simplesmente são assim.

IMG_2843

3 comentários sobre “Quatro anos

  1. Olá Peterson! Tudo bem?

    Não sei se você lembrará de mim, mas indiferente de sim ou não, acredito que talvez agora, trocando algumas palavras e ideias, podemos passar a nos conhecer um pouco melhor, certamente mais do que quando eu era apenas um garotinho na cidade de Pomerode, morando por muito tempo em uma rua chamada “Jerusalém”, que por sinal hoje este nome representa muita coisa para mim e meu irmão EDUARDO JEFERSON ALBINO. Opa! quase lembrando… Eu sou o Newton, ou mais conhecido na época como “Preto”. Lembra? Então Peterson, conheci o seu site depois que meu irmão comentou que em algum momento do ano passado vocês tiveram um contato por via de what´s app. Rapaz, devo confessar que fiquei muito, mas muito feliz em saber do seu trabalho e de como você construiu uma linda história de vida. Gostaria de lhe dizer que acompanho seu site, e considero o seu estilo literário fascinante e muito envolvente. Parabéns! Seus textos são muito interessantes! Bom humor na medida certa, porém, contando também com uma boa dese de expressões genuínas de sentimentos; como este texto que você escreveu sobre seu filhinho. Mais uma vez parabéns! Que Deus lhe abençoe grandemente! Meu irmão comentou que este ano possivelmente você virá ao Brasil? Caso de fato isso ocorra, gostaria muito de participar deste encontro. Um grande abraço, e ficaria imensamente feliz se você pudesse me retornar. Att, Newton Peterson Albino – (Lontras, próximo a Rio do Sul -SC)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*